A Divisão de Apoio ao Estudante divulga a listagem dos estudantes incluídos na folha de pagamento da Bolsa de Acesso e Permanência referente ao mês de dezembro de 2016. Conforme orientação do setor financeiro, o crédito dos valores ocorrerá na conta corrente cadastrada no SIGA até o dia 10/01/2017.

 

Consulte AQUI a lista dos alunos incluídos na folha de pagamento

 

DAE, 04/01/2017.

Após o término da greve dos servidores técnico-administravos, a Divisão de Apoio ao Estudante divulga o novo cronograma do processo de Seleção para Bolsa Auxílio 2016/2:

Resultado Final: 27/1/2017

Recurso: 30/1/2017 a 3/2/2017

Resultado do Recurso: 8/3/2017

Recurso ao CEG: 13/3/2017 a 17/3/2017

Os estudantes não selecionados no processo seletivo para o Benefício Moradia em 2016/2, poderão entrar com recurso do Resultado Final respeitando os mesmos prazos do cronograma de Bolsa Auxílio informado acima.

 

DAE, 21/12/2016.

 

Comunicamos que, em virtude da greve dos técnico-administrativos da UFRJ deflagrada em 25 de outubro de 2016, o Resultado Final do processo seletivo para Bolsa Auxílio não será divulgado na data de hoje. Após o término da greve será divulgado novo cronograma de Seleção nesta página.

 

DAE, 06/12/2016.

De acordo com os dados de pesquisas oficiais, cerca de 82% dos estudantes das universidades federais sofrem transtornos e dificuldades emocionais no decorrer da vida acadêmica. Talvez não precisassem dados: quantos de nós não sentimos no corpo e na alma a infelicidade da ansiedade, da depressão, da tensão constante, do medo e angústias... Quantos amigos não conhecemos passando por crises de pânico, distimia, desânimo, dificuldade de concentração, desmotivação para viver...? Quantos não tem sofrido de uso abusivo de drogas (lícitas ou ilícitas) sem as quais não conseguiriam levar os dias em paz? Vide rivotril, psicotrópico tarja preta que virou moda nos receituários e hoje é o segundo remédio mais consumido no Brasil! Como tem sido levantado por uma campanha do Centro Acadêmico Cândido de Oliveira (CACO/FND): Não, isso não é normal.

A rotina e própria cultura universitária, hiper-produtivista, racionalista, hierarquizada, desafetiva e individualista, herança ininterrompida de uma colonização eurocêntrica-capitalista, podem e devem ser transformadas de uma cultura geradora de adoecimento psíquico para uma cultura de Bem Viver (ou Tekó Porã para os povos guaranis). O velho paradigma cartesiano ainda vigente na universidade errou, errou feio. Não existimos só porque pensamos. Existimos porque sentimos, porque sorrimos, porque amamos, porque fazemos arte, cultura, porque sonhamos. Existimos porque somos humanos em nossa Integralidade.

A Universidade tem também o dever de oferecer uma política de assistência estudantil, que poderia evitar muito desses transtornos, e especificiamente oferecer uma política de saúde aos estudantes. E por que não fazer isso de forma preventiva e universal? As Práticas Integrativas e Complementares (PICs, também conhecidas como terapias tradicionais / alternativas) tem sido comprovadas no SUS como excelente modalidade para saúde coletiva. São tecnologias seguras, não invasivas, de baixo custo, que promovem a cura do ser humano em sua integridade (física, mental, emocional, espiritual) a partir de mecanismos naturais e do autoconhecimento, com ênfase no vínculo e na reintegração do ser humano consigo, com o ambiente e com a coletividade social. E é exatamente disso que precisamos: de tempo e espaço onde possamos parar um pouco de PENSAR aquilo que DEVEMOS para SENTIR aquilo que PRECISAMOS: nosso próprio corpo, nossas emoções, a Natureza e a vida que nos envolve... sentirmos uns aos outros. E é isso que propõe este circuito, que é parte de um Trabalho de Conclusão de Curso de uma estudante do curso de Gestão Pública / GPDES como um programa a ser implementado pela SuperEst em política permanente de saúde emocional na UFRJ.

 

PROGRAMAÇÃO

 

Decisões e soluções coletivas pela COMUNICAÇÃO NÃO VIOLENTA | SEG (05) | ALOJAMENTO | 18H30
Facilitador: Kiu Coates

PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUÍSTICA | TERÇA (06) | OCUPA PV | 12H
Facilitadora: Catarina Chaves

BIODANZA | TERÇA (06) | OCUPA IFCS | 17H30
Facilitadora: Nathalia Massi

REIKI COLETIVO | QUARTA (07) | CCS | 10H
Facilitadores: Nilo Pedro e Renata Lara

CAPO-YOGA | QUARTA (07) | OCUPA REITORIA | 13H
Facilitador: Nilo Pedro Nava Yauvana (EEFD)

YOGA e AUTOCONHECIMENTO ENERGÉTICO + MEDITAÇÃO DE ATIVAÇÃO DOS CHAKRAS | QUARTA (07) | OCUPA FND| 18H
Facilitadoras: Adriana Tiúba e Taís Lara

YOGA + MUTIRÃO AGROECOLÓGICO | DOM (11) | ALOJAMENTO | 9H
Organização: Barbara Rossi e Tainá Figueiredo

II Encontro de PraÌticas Integrativas e Complementares da UFRJ | 08 e 09 | CCS

 

Link do evento: https://www.facebook.com/events/331798517201080/

 

A Divisão de Apoio ao Estudante divulga a listagem dos estudantes incluídos na folha de pagamento da Bolsa de Acesso e Permanência referente ao mês de novembro de 2016. Conforme orientação do setor financeiro, o crédito dos valores ocorrerá na conta corrente cadastrada no SIGA até o dia 10/12/2016.


Informamos que esta folha de pagamento foi encaminhada ao setor financeiro na primeira semana do mês de novembro e, por esse motivo, os alunos que cumpriram sua pendência na documentação de matrícula após o fechamento desta folha, somente poderão ser incluídos na próxima listagem.

 

Consulte AQUI a lista dos alunos incluídos na folha de pagamento

 

DAE, 02/12/2016.

 

Os atos de contestação a medidas governamentais – sejam as que advém do poder executivo, seja as de caráter legislativo – notadamente quando aquelas são entendidas como tendo o sentido ou o potencial de diminuir o alcance e a qualidade da educação superior pública tem recebido, ao longo das últimas décadas, a adesão de boa parte das comunidades universitárias e, especialmente, das e dos estudantes da UFRJ. Tais atividades fazem parte da dinâmica democrática e são reconhecidamente historicamente importantes no processo de construção de uma Universidade nos moldes do que a sociedade brasileira tem reafirmado: plural, gratuita e a serviço de seus interesses estratégicos e direitos. Causam-nos grande contrariedade e repúdio as imagens e notícias que reportam terem nossos estudantes sofrido diversos tipos de repressão quando de sua ida a Brasília, no último dia 29, por ocasião da votação em primeiro turno da PEC 55 no Senado Federal. Consideramos que seu direito à manifestação não é apenas legítimo como parte do processo de formação para uma cidadania ativa e viva. Desde já afirmamos nossa disposição em, naquilo que couber a esta estrutura de políticas estudantis, encaminhar as demandas de atendimento à saúde física e mental daquelas e daqueles que tenham sofrido qualquer forma de violência (como buscamos fazer sempre), bem como manter o apoio para que o debate democrático sobre as políticas educacionais possam continuar a existir, dando sentido à Universidade Pública.

 

A Coordenação Superest.

UFRJ SuperEst - Superintendência de Políticas Estudantis
Desenvolvido por: TIC/UFRJ